Um fato curioso aconteceu durante a partida entre Vasco e Corinthians. Informados pela imprensa do que acontecia no duelo entre São Paulo e Atlético-MG, que interessava diretamente ao clube paulista, membros da comissão técnica cruzmaltina passaram a tentar sensibilizar os jogadores adversários tão logo souberam que o resultado no Morumbi (SP) garantia o título ao Alvinegro.

A ação passou a acontecer quando o Vasco já vencia por 1 a 0 e São Paulo e Atlético-MG empatavam por 2 a 2. O técnico Jorginho, por exemplo, foi um dos que apelou para esta tentativa.

“Eu tentei falar com o Cássio (goleiro): ‘Segura aí, não precisa tanto’, mas o sentimento de uma equipe dessa é sempre vencer. Sabíamos que o empate seria uma questão de honra para eles”, disse Jorginho.

Leia também:  Colorado perde e precisa reverter diferença de dois gols

Quando o Corinthians conseguiu o 1 a 1 e o São Paulo já vencia, o auxiliar-técnico Zinho foi outro que não se segurou. Chamando Tite no banco de reservas ao lado, ele acenava e mostrava com as mãos que estava 3 a 2 para o Tricolor paulista contra o Galo. Os corintianos precisavam apenas de um tropeço do Atlético-MG para serem campeões. Tite, no entanto, o ignorou.

Até mesmo o locutor de São Januário entrou na onda. Embora outros jogos da rodada estivessem acontecendo, somente os gols do São Paulo eram informados no sistema de som. Quando o Tricolor paulista virou, por exemplo, o anúncio foi repetido três vezes.

“Eu estava até tentando fazer com que ele entendessem, mas eles não queriam sair daqui com uma derrota”, lamentou Jorginho.

Leia também:  União faz neste sábado primeiro jogo da final do sub-19
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.