Comissão de representantes do Poder Executivo e do Judiciário - Foto: assessoria
Comissão de representantes do Poder Executivo e do Judiciário – Foto: assessoria

O Programa de Regularização Fundiária em Rondonópolis é incrementado com a criação de uma Comissão de representantes do Poder Executivo e do Judiciário para acompanhar os processos neste sentido. A expectativa da secretária-adjunta de Habitação e Urbanismo do Município, Maria Perpétua Stefanini, é conseguir superar os entraves existentes e dar mais celeridade ao projeto prioritário do prefeito Percival Muniz de assegurar a regularização para os moradores de 64 bairros que sonham com a posse definitiva das casas.

Eduardo Augusto Souza Costa – analista técnico da Secretaria Estadual das Cidades – explica que muitos dos entraves só existem porque gestores públicos deixaram de observar algumas regras da legislação para a criação de núcleos habitacionais, como a reserva de área verde e de espaços para escola e posto de saúde. Na opinião do analista, agora o município está preparado, com técnicos capacitados e conhecedores da legislação, para fazer a regularização fundiária. “Rondonópolis está preparada para esse processo e a Comissão vai ajudar a solucionar as pendências”, afirma.

Leia também:  Sanear libera rede de esgoto da Vila Goulart para uso dos moradores

Oficializada em reunião presidida pelo diretor do Fórum de Justiça da Comarca local, juiz Rhamice Ibrahim Ali Ahmad Abdallah, na tarde desta terça-feira (10), a Comissão de Assuntos Fundiários vai trabalhar para identificar e mapear os principais problemas existentes na zona urbana e rural do município, analisar as causas e os problemas fundiários e apresentar propostas de soluções concretas. A Comissão que conta ainda com representantes da UFMT, do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia e do Conselho Municipal de Habitação deve se reunir uma vez por mês.

Apoio do Estado

O interesse do prefeito Percival Muniz em avançar no projeto de regularização fundiária conquistou o apoio do Governo do Estado que enviou uma equipe técnica para repassar informações e orientar os servidores da Habitação responsáveis pelo processo na cidade. A visita da comitiva do governo resultou em dois dias de conversações, trocas de experiências e a criação da Comissão que tem a missão de ajudar a administração municipal a regularizar a situação dos moradores em 64 bairros da cidade.

Leia também:  Prefeitura disponibiliza certidões online sem ônus para população

Perpétua Stefanini e a gerente de regularização fundiária, Huani Rodrigues, se reuniram na segunda e terça-feira (9 e 10) com a gerente de urbanização e assentamento do Estado, Silvia Maria Papi Santana; o analista técnico Eduardo Costa; e a assistente social Daniela Silvestre. A equipe do Governo do Estado participou ainda da reunião com o juiz Rhamice Abdallah.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.