Nutricionistas e técnicos em nutrição escolar (merendeiras) terão a oportunidade de conhecer melhor os aspectos nutricionais da carne suína e, consequentemente, ampliar o seu consumo nas escolas. O assunto será debatido durante a palestra “Saudabilidade da Carne Suína – Saúde e Sabor”, que acontecerá no dia 04 de dezembro, em dois horários: às 8h às 14h, no auditório do Ministério da Agricultura (Mapa), em Várzea Grande. Na oportunidade, os participantes conhecerão a versatilidade da carne suína com os novos cortes e receberão certificados.

A expectativa é que 900 profissionais da rede estadual de educação estejam presentes no evento, que será ministrado pela nutricionista Thaliane Dias, de Brasília (DF). As inscrições são gratuitas e poderão ser feitas até o dia 27 deste mês. “O objetivo é desmistificar os mitos e verdades em relação à carne suína e aumentar o consumo da mesma no cardápio da alimentação escolar, além de possibilitar a formação de consumidores do futuro”, explicou Karina Queiroz das Neves, coordenadora do Plano Nacional do Desenvolvimento da Suinocultura em Mato Grosso.

Leia também:  Com 882,8 mil toneladas processadas, esmagamento de soja apresenta maior patamar mensal em abril

Segundo a Associação dos Criadores de Suínos de Mato Grosso (Acrismat), realizadora do evento em parceria com Associação Brasileira dos Criadores de Suínos (ABCS), Sebrae e a Secretaria de Estado de Educação (Seduc), a previsão é que, com interesse do público em questão, a ação se desdobre em outras realizações, como por exemplo o projeto de aperfeiçoamento gastronômico com o uso desse tipo de carne, com 40 horas de duração, que inclui conteúdo teórico e aulas práticas. Mais de 600 técnicos em Nutrição Escolar da rede municipal de Cuiabá receberam as orientações e, dentre eles, 183 fizeram o curso gastronômico.

De acordo a nutricionista Lizia Soares Penido, da coordenadoria de Alimentação Escolar da Seduc, as fichas de inscrições foram enviadas por email para todas as unidades escolares do Estado com as devidas orientações. Dúvidas podem ser sanadas pelo telefone (65) 3613-6578.

Leia também:  BR-163 gera cerca de 2 toneladas de lixo por dia em 2016
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.