Parece que a crise que se instalou no país deve começar a fazer vítimas no mais improvável dos seguimentos, a política. Acontece que na cidade de Nova Xavantina, 604 km de Cuiabá – MT, o prefeito Gercino Caetano Rosa do Partido Social Democrático (PSD), vai entregar o cargo no dia 13 de janeiro de 2016, sob a alegação de não ter mais condições financeiras e nem emocionais para gerir a cidade.

Há aproximadamente três meses, Gercino, já havia cortado o próprio salário, o do vice-prefeito e o dama primeira-dama, que atuava como secretária do município. Quando do momento dos cortes de salários o prefeito declarou que a queda no repasse do Fundo de Participação do Municípios (FPM) estava levando as pequenas prefeituras do estado para a falência.

Leia também:  Em meio à crise nos estados, Mato Grosso consegue pagar servidores e serviços

Ainda de acordo com o gestor “demissionário”, Nova Xavantina vem enfrentando a maior crise financeira da sua história. Com a saída de Gercino Caetano do cargo, o vice-prefeito João Cebola (PMDB) vai assumir a administração municipal e herdar a crise e os problemas do município de Nova Xavantina.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.