Reprodução/Vídeo
Reprodução/Divulgação

A Polícia Civil instaurou um inquérito para apurar um ato de agressão, em que presos espancam outro detento acusado de pedofilia. O caso ocorreu dentro da carceragem de Brumado, município localizado a 555 km de Salvador.

O vídeo interno mostra os requintes de crueldade utilizados durante a violência. As imagens mostram a vítima sendo xingada e agredida por mais de cinco homens, tenta fugir para dentro da cela, mas é novamente cercada pelos outros detentos e atingida por socos, chutes, golpes aplicados através de objetos cortantes e ainda tem um dos pés queimado por um isqueiro.
Revoltados, os presos intensificam a sessão de tortura e, com uma espécie de palmatória, retiram a bermuda da vítima, e desferem vários golpes contra as nádegas do homem. Eufóricos, os detentos gritam e dizem estar fazendo justiça com as próprias mãos.

Leia também:  SBPC conta com participação de mais de 11 mil pessoas

— Usou camisinha pelo menos? Como é que você faz isso com uma criança. É estuprador vamos pegar e matar então.

A vítima pede ajuda, mas ninguém interfere na pancadaria. Após cerca de cinco minutos de agressão, os presos param o espancamento ao perceberem que a vítima encontra-se desacordada.

De acordo com a polícia, a vítima foi encaminhada ao DPT (Departamento de Polícia Técnica) e transferida de cela por questões de segurança.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.