A reincorporação de Mato Grosso ao bloco de estados que compõem a Zona de Integração do Centro Oeste Sul-americano (Zicosur) é um dos pleitos que serão levados pelo governador Pedro Taques ao 2º Encontro de Áreas Protegidas da Zicosur, na Bolívia. A comitiva mato-grossense, que conta com os secretários de Estado de Meio Ambiente, Ana Luiza Peterlini, e de Articulação e Desenvolvimento Regional, Eduardo Moura, estará em Santa Cruz de La Sierra nesta quarta-feira (18.11).

A Zicosur é um bloco de estados, departamentos, províncias e regiões da América do Sul que se constitui como uma sub-região do Mercosul. O objetivo é promover o desenvolvimento em diversas áreas, como a do meio ambiente e a socioeconômica, por meio de cooperação mútua.

Leia também:  Professores da Unemat entram em greve por atraso de salário

A sub-região abrange uma área de mais de 3 milhões de km² e uma população média 30 milhões de habitantes e sua relevância está não só em sua localização geopolítica estratégica, mas também nas fontes de recursos humanos, naturais e energéticos, suficientes para atender mercados internacionais competitivos.

O encontro na Bolívia nesta quarta-feira reunirá líderes do Brasil, Argentina, Chile, Paraguai e Peru. Para o governador Pedro Taques, Mato Grosso deve estar inserido nos debates do bloco, uma vez que ocupa posição geográfica importante e é um estado com potencialidades já conhecidas no âmbito econômico.

“A incorporação de Mato Grosso nas discussões pertinentes a esta importante região da América é justa. Somos um estado com potencial econômico reconhecido internacionalmente em razão do que produzimos, de nossas commodities. É com este currículo que iremos propor parcerias para resultados positivos nas questões do meio ambiente, do comércio exterior, além, é claro, do acesso ao Pacífico para nossos produtos”, afirmou.

Leia também:  Escola de Nova Bandeirantes é a única de MT a realizar eleições em 2017

Taques ainda pontua que Mato Grosso deixou de fazer parte da Zicosur devido ao desinteresse da última gestão em dar continuidade aos trabalhos. Agora, conforme ressalta o chefe do Executivo, a administração está empenhada em retomar as articulações, com visão estratégica para viabilizar o escoamento da produção pela região Oeste do continente, bem como alavancar as ações de integração do tursimo.

Segundo o coordenador de Unidades de Conservação da Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Alexandre Batistella, a participação de Mato Grosso no encontro é importante pois propiciará a troca de conhecimento das ações nas áreas protegidas estaduais com as demais federaçõess limítrofes, principalmente, para fortalecer e priorizar o turismo ecológico, a conservação de ambientes únicos, as espécies chaves de conservação e o aprimoramento da proteção e pagamento dos serviços ecossistêmicos.

Leia também:  CNJ pune juíza do MT que participou de carnaval durante licença médica

Na programação da comitiva mato-grossense também estão previstas reuniões entre o governador mato-grossense e o presidente da Zicosur, Cristian Rodriguez Salas, e o governador de Santa Cruz de La Sierra, Rubén Costas.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.