A Federação Internacional de Automobilismo está de olho nos motores usados por Lewis Hamilton e Sebastian Vettel nas últimas etapas da temporada de 2015 – e quer fazer uma análise detalhada para determinar se há alguma irregularidade, o que poderia até tirar os pontos dos pilotos, campeão e terceiro colocado do mundial.

A informação é do respeitado jornalista alemão Michael Schmidt, da Auto Motor und Sport. A checagem seria feita na primeira semana de dezembro e poderia durar até três dias, devido à complexidade das unidades de potência atualmente usadas pela Fórmula 1.

No caso de Hamilton, o motor avaliado seria aquele com o qual o inglês venceu o GP dos Estados Unidos, em prova em que selou o tricampeonato mundial, com três corridas de antecipação. Já o motor de Vettel seria o da vitória no GP de Cingapura.

Leia também:  Filho de Romário é contratado para reforço em 2018 no Figueirense

A FIA não tem nenhuma desconfiança específica, mas quer se certificar de que as unidades de potência – que puderam ser desenvolvidas ao longo do ano, ao contrário do que aconteceu na temporada passada – estão dentro do regulamento. Caso não estejam, os resultados dos pilotos seriam excluídos.

A checagem ainda não aconteceu porque os motores continuam sendo usados em sessões de treinos livres. Por isso e pela demora de uma revisão completa, a FIA não faz esse tipo de procedimento durante a temporada.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.