A equipe de Investigadores de Polícia da Delegacia de Polícia de Matupá (695 km ao Norte) prendeu em flagrante, Lucas da Silva, 22 anos, por estupro de vulnerável, de uma jovem de 19 anos, com deficiência mental. O suspeito é primo da moça e não seria a primeira vez que praticou o abuso.

A denúncia foi feita pela coordenadora da escola que a jovem estuda, com acompanhamento especial. A moça chorava no saguão da escola e contou a coordenadora que sofreu abuso sexual, praticado pelo primo, Lucas Silva.

O jovem passou quatro meses preso por tráfico de drogas e há um mês foi posto em liberdade por bom comportamento.

A vítima foi ouvida na Delegacia, na companhia da tia, que é sua curadora, e passou por exame de corpo delito.

Leia também:  BR-163 gera cerca de 2 toneladas de lixo por dia em 2016

“Lucas Silva foi autuado em flagrante por estupro de vulnerável e aguarda na Delegacia disponibilidade de vaga para ser encaminhado novamente a cadeia”, informou o delegado Claudemir Ribeiro de Souza.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.