Durante uma entrevista ao SBT, na noite de ontem(5), o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, afirmou que não tem medo de ser preso em consequência das investigações de pessoas próximas a ele e em duas grandes operações que estão em andamento no país, a Lava Jato e a Zelotes.

“Não temo. Eu duvido que tenha alguém neste país, do pior inimigo ao melhor amigo meu, qualquer empresário pequeno ou grande que diga que um dia teve alguma conversa ilícita comigo”, disse Lula.

Em alguns momentos da entrevista Lula riu das perguntas sobre as denúncias. O ex-presidente disse que o Brasil vive o que chamou de ‘República da Suspeição’, em que pessoas são condenadas pela opinião pública sem necessidade de provas.

Leia também:  Taques tira licença médica de três dias

Lula ainda foi irônico ao ser questionado sobre a época em que era presidente se ele teria sido alertado sobre a corrupção na Petrobras. “Eu não fui alertado pela gloriosa imprensa brasileira, não fui alertado pela Polícia Federal, eu não fui alertado pelo Ministério Público e eu sou presidente que mais visitou a Petrobras. Essas coisas você só descobre quando a quadrilha cai”, declarou o ex-presidente.

Ainda na entrevista, o petista afirmou estar disposto a ser candidato a presidência em 2018. “Não vou admitir que corrupto nos chame de corrupto. Todos esses que ficam nos acusando, se colocarem um dentro do outro, não chega a 10% da minha honestidade”, dispara Lula.

Leia também:  Pátio reúne vereadores para fumar cachimbo da paz
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.