O Ministério Público investiga três casos de possíveis irregularidades que foram denunciadas sobre as eleições do Conselho Tutelar, em Rondonópolis (MT). As eleições aconteceram no domingo (4/10), onde no total foram 22 candidatos, 12 disputando cargo na região do Centro e 10 candidatos da região da Vila Operária.

De acordo com a presidente do Conselho Municipal do Direito da Criança e do Adolescente, Francismeire Pedrosa da Silva, as denúncias são referentes a ‘boca de urna’ e a condução dos eleitores. “É natural encontrar este tipo de irregularidade, isso mostra que nossa eleição foi transparente”, explica.

A presidente ainda esclarece que o resultado do processo será divulgado provavelmente na próxima semana. Ela ainda disse, que todo processo foi avaliado de forma positiva, já que em algumas cidades do estado de Mato Grosso as eleições tiveram que ser canceladas.

Leia também:  Rondonópolis alcança o 2° lugar em negociação no mutirão fiscal do Estado

Segundo Francismeire, o papel do MP junto as eleições é uma forma de valorizar todo o processo de votação. Ela ainda conclui que essas denúncias não vão influenciar ao ponto de cancelar as eleições.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.