Bangcoc – A Polícia da Tailândia desmantelou uma rede de prostituição composta por meninas que oferecia serviços a monges budistas, militares de alta categoria e funcionários públicos, confirmaram nesta sexta-feira (06) fontes da Polícia local.

Foto Divulgação
Foto Divulgação

A rede operava na cidade de Chiang Mai (norte) e se dedicava a aliciar adolescentes, a maioria de 13 anos, para trabalhar como prostitutas em bordéis da cidade.

Até o momento, foram detidos 12 suspeitos, todos agenciadores e clientes frequentes.

Entre os detidos estão o antigo abade de um mosteiro budista e um ex-oficial militar de alta categoria, segundo a imprensa local.

Os detidos podem receber penas de até 20 anos de prisão por manter relações sexuais com menores.

Leia também:  Cessar-fogo avança e milhares de pessoas devem deixar fronteira entre Síria e Líbano

A Tailândia é conhecida por seus “distritos vermelhos”, regiões onde se concentram a prostituição e outros negócios relacionados com a indústria do sexo, em suas principais cidades e povoados de praia destinados ao turismo.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.