Um jovem identificado como Anderson Deniz da Silva, 25 anos, que estava foragido há oito meses, teve o mandado de prisão cumprido pela Polícia Judiciária Civil (PJC), neste sábado (14), em Várzea Grande. Ele é acusado de agredir ao próprio filho de apenas três meses de idade, que acabou morrendo em decorrência de traumatismo craniano.

De acordo com a assessoria da PJC, o crime ocorreu no dia 26 de fevereiro, na ocasião, o suspeito teria dado um soco no rosto do bebê e em seguida, tomado a criança do colo da mãe e atirado de costas no chão. Porém, a família só chamou o Serviço de Atendimento Médico de Urgência (SAMU) no dia seguinte a agressão para socorrer o bebê.

Leia também:  Durante confraternização em rio, irmãos de 5 e 7 anos morrem afogados

Ainda conforme as informações, o suspeito fugiu no dia em que o bebê foi internado. A criança teve traumatismo craniano e ficou internada na Unidade de Tratamento Intensivo do Pronto Socorro de Várzea Grande, porém não resistiu e faleceu no dia 12 de março.

Após serem ouvidas a mãe do bebê, que é menor de idade, e outros familiares, o delegado Claudio Alvares Sant’Ana representou pela prisão preventiva do suspeito, decretada pela Justiça no dia 5 março. Desde então, equipes da Delegacia da mulher realizam diligências em busca do fugitivo.

No sábado, em ação integrada as equipes da DEDM-VG, Derf-VG e 1ª DP receberam a informação de que o suspeito voltou para Várzea Grande. O acusado foi localizado na casa da avó, no bairro São Mateus e não teve nenhuma reação a prisão.

Leia também:  Acidente cinematográfico chama a atenção na avenida Júlio Campos

O suspeito foi levado a Gerência de Polinter e posteriormente encaminhado para o presídio. O acusado será interrogado nesta semana da DEDM-VG.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.