Dois homens acusados de integrar uma quadrilha especializada em roubos de caminhonetes foram presos em flagrante, pela Polícia Judiciária Civil, na tarde desta terça-feira (17.11), em Pontes e Lacerda (448 km a oeste). O grupo criminoso, integrado por no mínimo quatro pessoas, é acusado do latrocínio que vitimou Elias Moreira de Souza, 46, na madrugada desta terça-feira (17.11), em Campo Novo do Parecis (396 km a Noroeste).

Na ação criminosa, os assaltantes mataram a vítima com 18 golpes de faca para subtrair a sua caminhonete Triton L-200. A quadrilha passou a ser monitorada pela equipe de investigadores de Pontes e Lacerda, assim que a Polícia recebeu a informação de que após o crime em Campo Novo do Parecis, havia fugido para o município próximo a Bolívia.

Leia também:  Acusados de matar jovem em padaria são absolvidos

Com base nas informações colhidas durante as diligências, policiais conseguiram identificar a casa em que os suspeitos estavam escondidos. Após fazer o trabalho de monitoramento da quadrilha, a equepe de investigadores entrou na residência e conseguiu prender dois dos integrantes do bando. Os outros dois suspeitos fugiram, sendo um deles baleado no braço.

Em busca na casa, policiais encontraram a caminhonete subtraída no latrocínio e uma motocicleta de origem ainda não identificada. Nas investigações ficou constatado que os suspeitos fazem parte de uma quadrilha especializada em roubo de veículos que são revendidos na Bolívia.

Policiais continuam as buscas pelos suspeitos, sendo os nomes dos suspeitos e o desfecho do caso divulgado ao término das diligências.

Leia também:  Acusado de matar ex-mulher é preso em Poconé
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.