A Comissão de Revisão Territorial dos Municípios e das Cidades da Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso, que tem como presidente o deputado Ondanir Bortolini (PR), Nininho, realiza nas próximas semanas, do dia 16 até o dia 28, a viagem do 4º bloco de trabalho. Trata-se da 1ª viagem deste bloco e tem como objetivo apresentar o projeto das Divisas Intermunicipais para os representantes dos 12 municípios que contemplam este bloco.

O Projeto de Atualizações das Divisas Intermunicipais visa identificar as demandas dos municípios e regularizar os limites territoriais. A bióloga do Núcleo Ambiental da ALMT, Cirdilene Cunha, explica que esta viagem pretende mostrar aos representantes dos municípios como o projeto pode ajudar a definir claramente os limites e resolver as inconsistências territoriais das cidades.

Leia também:  Ex-prefeito de Diamantino é condenado por nepotismo

Para o deputado Ondanir Bortolini (PR), Nininho, o interessante desse projeto é que os técnicos conseguem identificar de perto as necessidades dos municípios, proporcionando o material necessário para a próxima etapa de atuação, que são as oficinas de trabalho. “As oficinas acontecerão em março do próximo ano, e abrangerão todos os municípios visitados do 4º bloco, é muito importante a participação dos representantes de todas as cidades”, ressaltou o deputado Nininho.

A equipe da Comissão de Revisão Territorial junto aos técnicos da Secretaria de Estado de Planejamento (SEPLAN), e do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), irão visitar 12 municípios, sendo eles: Querência, Canarana, Gaucha do Norte, Água Boa, Nova Nazaré, Cocalinho, Campinápolis, Novo São Joaquim, Nova Xavantina, Feliz Natal, Nova Ubiratã e Rondonópolis.

Leia também:  Vereador Thiago Silva reivindica a expansão de cursos da Unemat em Rondonópolis

Os técnicos também pretendem conhecer nessa viagem a administração pública dos municípios visitados e informar aos prefeitos e vereadores sobre a importância da presença deles na oficina de trabalho do 4° bloco que está prevista para março de 2016 na Assembleia Legislativa de Mato Grosso.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.