O Rio de Janeiro será “a cidade mais segura do mundo” durante os Jogos Olímpicos de 2016, garantiu o comitê organizador do evento nesta segunda-feira, depois de respeitar um minuto de silêncio em homenagem às vítimas dos atentados de Paris.

Apesar das preocupações de que a Cidade Maravilhosa possa se tornar alvo de ataques terroristas, o diretor de comunicações do Rio-2016, Mário Andrada insistiu em que a segurança será prioridade máxima durante as competições, disputadas entre 5 e 21 de agosto.

“O Rio será a cidade mais segura do mundo durante as Olimpíadas. Equipes de segurança já estão preparadas para este tipo de evento, e existem serviços de inteligência para proteger as pessoas, os atletas, e os Jogos em geral. Vamos nos comunicar com a população para deixá-la despreocupada”, explicou o dirigente.

Leia também:  Luverdense fica no empate com o Paraná

Nesta segunda-feira, o Comitê Olímpico Internacional assinou no Rio um acordo garantindo que o francês será idioma oficial do evento, assim como o inglês, perpetuando a tradição iniciada desde a criação dos primeiros Jogos da era moderna, em 1896, pelo barão Pierre de Coubertin.

O músico camaronês Manu Dibango, escolhido pela Organização Internacional da Francofonia como embaixador olímpico, afirmou que a homenagem às vítimas dos atentados mostra que o mundo está unido para apoiar a França.

“Para lutar contra o terrorismo, precisamos de eventos como esses, que reúnem pessoas. Temos que ter sonhos de unidade”, disse o músico à AFP.

“O minuto de silêncio que compartilhamos mostra o comprometimento pela afirmação do nosso projeto de sociedade, nossa visão do mundo”, completou.

Leia também:  União volta a jogar sábado pelo Sub-19
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.