Nesta quinta-feira, em São Januário, Vasco e Corinthians se enfrentarão em um jogo importante para os dois clubes. O Corinthians pode confirmar o hexacampeonato e o Vasco, em caso de vitória, pode manter viva a esperança de escapar do rebaixamento.

Por causa da importância da partida tanto para o Timão quanto para o cruzmaltino, o jogo terá um esquema de segurança diferente.

“A PM já vem, ao longo de alguns dias, fazendo reuniões sobre a segurança do evento. Considerando a importância do jogo de amanhã, vamos receber um reforço da cavalaria e da tropa de choque”, explicou o major Silvio Luiz, comandante do Grupamento Especial de Patrulhamento em Estádios (Gepe) em entrevista à Rádio Bandeirantes.

Leia também:  Colorado vence fora de casa e ganha moral na Copinha

O major disse também que adotará a estratégia de isolar a torcida visitante, procedimento muito comum em clássicos cariocas.

“Esperamos cerca de dois mil torcedores, em 20 ou 30 ônibus, que serão escoltados na estrada e todos passarão por revista. Faremos também conferência de ingressos e no setor visitante, só permitiremos que torcedores do Corinthians circulem”, completou.

Para evitar confusão também após a partida, o major afirmou que só irá liberar a saída dos corintianos depois que todos os vascaínos tiverem ido embora do estádio.

“Só saímos com a torcida visitante a partir do momento que percebemos que não há mais nenhum torcedor do time mandante na área do estádio. A partir daí, escoltamos os ônibus até a divisa dos estados de São Paulo e Rio de Janeiro”, concluiu.

Leia também:  União precisa vencer para ficar com título do sub-19

Mais de 300 policiais militares serão mobilizados para o esquema de patrulhamento da partida. A Polícia Rodoviária Federal também dará apoio na escolta dos ônibus de torcedores que chegam de São Paulo pela Rodovia Presidente Dutra.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.