O vice-líder do governo no Senado e senador de 1º mandato, Wellington Fagundes (PR-MT), deve substituir Delcídio Amaral (PT-MS), preso hoje (25) por determinação do ministro Teori Zavaski. Fagundes que tem bom trânsito com a presidente Dilma Rousseff (PT) conhece bem o Congresso Nacional apesar do seu primeiro mandato como senador.

A escolha de Wellington foi um dos resultados da reunião, no Planalto, entre os ministros Jaques Wagner (Casa Civil), Ricardo Berzoini (Secretário de Governo) e Edinho Silva (Secretário de Comunicação), mas não agradou boa parte dos petistas que desejam outro parlamentar da sigla para assumir o comando da liderança do governo no Senado.

REAÇÃO DO PT

Os petistas querem que Paulo Rocha (PT-PA) seja o substituto natural de Delcídio. A rebelião começou quando o Planalto se comunicava com os líderes partidários do Senado. Por isso, de acordo com um ministro palaciano, será feita uma negociação durante o dia até que seja oficialmente anunciado quem responderá interinamente pela liderança do governo.

Leia também:  Jota Silva quer disputar cadeira na AL em 2018
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.