Foto: Ethan Mille/ Images
Miss Colômbia foi anunciada como a nova Miss Universo – Foto: Ethan Mille/ Images

Não parecia ser real. Mas era. Aconteceu! O Miss Universo 2015 será lembrado pelo erro descomunal do apresentador Steve Harvey. Ele simplesmente trocou os nomes ao anunciar a vencedora. O episódio entrou para a galeria de piores gafes do ano.

Primeiramente, disse que a nova Miss Universo era a Miss Colômbia Ariadna Gutiérrez Arévalo. A bela latina recebeu a coroa de diamantes, a faixa oficial, o buquê de flores e festejou com a Miss Universo 2014, a também colombiana Paulina Vega.

Aliás, as duas vibraram muito não apenas por serem compatriotas, mas também pelo fato de serem primas. O título havia ficado em família — só que não.

A felicidade delas durou meros 2 minutos e 10 segundos. Foi o reinado mais curto das 64 edições do concurso.

Steve Harvey interrompeu os acenos de Ariadna e anunciou que tinha cometido um erro. Para surpresa geral da plateia e de quem acompanhava a transmissão ao vivo, o host comunicou que, na verdade, a colombiana havia sido a segunda colocada.

A nova Miss Universo era a então derrotada Miss Filipinas Pia Alonzo Wurtzbach. Àquela altura, ela já estava no fundo do palco, junto às outras misses, conformada com o 2º lugar.

Visivelmente envergonhado, o apresentador assumiu a culpa pelo erro e mostrou a ficha com o resultado correto.

Diante da reação apoplética da Miss Colômbia, que parecia não acreditar no que acontecera, Steve, cabisbaixo, deixou o palco rapidamente.

Trazida para a frente das câmeras, a Miss Filipinas demonstrava um misto de felicidade e constrangimento. Ela olhava para a Miss Colômbia sem saber o que fazer e dizer.

“Não foi uma coroação tradicional. Foi muito, muito… 2015”, disse Pia, ainda atordoada, em vídeo postado no Instagram do Miss Universo.

Na mesma rede social, a organização do concurso se desculpou pelo “erro humano” e informou que o público participou com mais de 10 milhões de votos nas misses preferidas.

Coroa foi retirada da colombiana após erro de anúncio de apresentador (Foto: Ethan Miller/GETTY IMAGES NORTH AMERICA/AFP)
Coroa foi retirada da colombiana após erro de anúncio de apresentador (Foto: Ethan Miller/GETTY IMAGES NORTH AMERICA/AFP)

Corta! Corta!

No canal TNT, a transmissão foi subitamente finalizada sem que a coroa fosse passada à verdadeira miss campeã. Ficou aquele ‘climão’. A âncora Domingas Person e a comentarista Natália Guimarães (segunda colocada no Miss Universo 2007) nem tiveram tempo de se despedir dos telespectadores.

Talvez os produtores tenham decidido tirar logo a imagem do ar por temer algo parecido com o que aconteceu no Miss Amazonas, em janeiro deste ano.

Na ocasião, a segunda colocada, Sheislane Hayalla, ficou inconformada com o resultado, teve um ataque de fúria e arrancou com violência a coroa da vencedora, Carol Toledo.

Por esse acesso de destempero melodramático, Sheislane se tornou relativamente famosa nas redes sociais e chegou a aparecer em programas de TV.

Poucos minutos após o final do evento, o canal do Miss Universo no YouTube já tinha um vídeo com uma mensagem da destronada Miss Colômbia. “Estou feliz, agradeço a todos”, disse Ariadna, ainda abalada com a falha no anúncio do resultado.

Obviamente foi uma tentativa de limpar um pouco a barra do concurso. Resta saber se a colombiana não exigirá uma reparação por ter sido submetida a um vexame histórico.

Foto: Divulgação / Miss Universe Oficial
Miss Brasil, Miss Japão e Miss França – Foto: Divulgação / Miss Universe Oficial

Miscigenação em alta

Marthina Brandt, Miss Brasil 2015, foi a primeira a ser anunciada no Top 15, mas não conseguiu se classificar para o Top 10.

“Obrigada a todos. Estou muito feliz, de verdade. Foi tudo incrível e Deus sabe o que faz. Orgulho de ser a Miss Brasil e representar esse povo guerreiro”, postou a gaúcha em sua página no Instagram.

Favorita ao título, a Miss Estados Unidos, Olivia Jordan, terminou em 3º lugar.

Neste ano, o concurso se destacou pela presença de várias misses miscigenadas, a exemplo da Miss Japão Ariana Miyamoto, filha de mãe japonesa e pai afroamericano, e a Miss França, Flora Coquerel, nascida de pai francês e mãe do Benin, no oeste da África.

A própria nova Miss Universo, Pia Alonzo Wurtbach, 26 anos, também é multiétnica: mãe filipina e pai alemão.

Nascida em Stuttgart, na Alemanha, ela fez carreira como atriz e apresentadora de TV na terra materna. No concurso que acaba de ganhar, era uma das mais baixas, com 1,73m de altura.

Foto: Getty Images / Reprodução / Instagram
Foto: Getty Images / Reprodução / Instagram

O dono da gafe

Desconhecido do público brasileiro, o host do Miss Universo 2015, Steve Harvey, é uma celebridade nos Estados Unidos. Por isso foi escalado para ancorar a transmissão ao vivo diretamente de Las Vegas.

Ele é ator, comediante, radialista e produtor de TV. Já teve sua própria sitcom e atualmente comanda um talk show. Este programa de entrevistas rendeu ao apresentador dois Emmy, o Oscar da TV norte-americana.

Apesar da ampla experiência profissional, Steve não ficou à vontade no papel de host do Miss Universo. Pouca empolgação e nenhum senso de humor.

O desempenho fraco e esse erro histórico ao anunciar a vencedora o descredenciam para seguir no comando do concurso no ano que vem.

Em suas redes sociais, Steve Harvey postou mensagens com pedidos de desculpa pela gafe e elogios a todas as concorrentes. Porém alguns internautas não perdoaram o deslize.

“Cabron, debes morir”, escreveu @mauro1819. “Steve, Colômbia te odia!”, postou @alberto28n. Insultos racistas foram deixados no Twitter e no Instagram do apresentador.

Recentemente, o Miss Universo saiu das mãos do polemista Donald Trump após várias ameaças de boicote, em razão das declarações preconceituosas contra latinos feitas pelo megaempresário durante sua pré-campanha à Presidência dos Estados Unidos.

Ainda que indesejável, a gafe na cerimônia deste ano servirá para tornar o concurso ainda mais popular nos quatro cantos do planeta. Memes garantidos por um bom tempo.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.