Reprodução
Reprodução

Pelo menos 21 idosos egípcios morreram nesse domingo pelas altas temperaturas registradas no Egito e outras 66 pessoas foram internadas, informou o Ministério da Saúde.

Segundo um comunicado ministerial recolhido pela agência estatal Mena, 15 mortes ocorreram na capital egípcia, que registra há várias semanas máximas de entre 38 e 40 graus centígrados.

 

O Ministério garantiu que 27 das pessoas atendidas pelos serviços de saúde continuam hospitalizadas, enquanto as outras já receberam alta.

A nota pediu aos cidadãos que tomem precauções perante as altas temperaturas, que, segundo as previsões meteorológicas, ainda se manterão nesta semana.

Concretamente, as autoridades pediram às crianças e às pessoas maiores de idade, com diabetes, alta tensão e doenças cardiovasculares que tomem as precauções necessárias e que evitem sair às ruas nas horas de maior calor.

Leia também:  Pílula anti-HIV pode ser usada por adolescentes, afirma cientistas
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.