Na manhã desta terça-feira (29), o UFC organizou a primeira coletiva de imprensa por telefone do UFC Fight Night 83, que tem como luta principal o duelo entre Anderson Silva em Michael Bisping, em Londres. Quem conhece Michael Bisping, já imaginava que o inglês faria bastante uso das provocações antes da luta, principalmente após o incidente de Anderson Silva com o doping. Na ocasião, o brasileiro culpou um estimulante sexual pela sua falha no exame realizado após a vitória contra Nick Diaz, em janeiro. E foi exatamente isso que Bisping fez. O inglês provocou bastante o ex-campeão, que se defendeu afirmando não dever nada a ninguém, mas reconhecendo o erro que cometeu.

“Eu não tenho que provar nada para o Bisping ou pra qualquer um além de mim. Nunca precisei de substâncias ilegais, esteroides ou nada do tipo. Cometi um erro, assim como todo mundo pode cometer. Nunca testei positivo antes. Fui questionado pelo comissário, e ele foi arrogante e irônico me perguntando se eu já havia passado por exames surpresa antes. Disse que não, porque nunca tive problemas com doping e nunca fiz uso disso. Meu corpo é o mesmo desde que comecei a lutar, até agora”, se defendeu Anderson.

Leia também:  Acontece nesse final de semana 1º Torneio de Férias de Vôlei no Ginásio Municipal de Jaciara

Apesar dos frequentes ataques do britânico, Anderson evitou se envolver em uma guerra verbal com o rival, e afirmou que toda a polêmica com o doping está no passado e que o foco é em fazer o melhor trabalho possível dentro do octógono.

“Isso está no passado agora. Algumas pessoas vão continuar falando sobre isso, mas não me importo. Algumas coisas se resolverão dentro do octógono como sempre. Não gosto de falar muito para promover lutas. Chego lá e faço meu trabalho. O resultado é o mesmo, você pode ganhar ou perder. É isso que vou fazer. Falar, até papagaio fala. Vou fazer meu trabalho como sempre, e é isso. Não posso me preocupar com as coisas que ele diz. Se eu me preocupar com tudo que os outros falam, não saio de casa. Estou pronto para ser testado a qualquer momento. Não sou perfeito, não sou santo, mas nunca tomei nenhum tipo de esteroide. Minha suspensão está acabando. Cometi um erro e estou pagando por isso. Estou pronto para lutar de novo e fico feliz com isso”, finalizou o “Spider”.

Leia também:  Colorado perde e precisa reverter diferença de dois gols
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.