O ex-juiz federal Julier Sebastião da Silva confirmou hoje (9) oficialmente a sua saída do PMDB para se filiar ao PDT. Na época quando abandonou o cargo de juiz acreditava em uma candidatura a governador pelo PMDB, porém com as articulações políticas, o projeto de Julier acabou ficando em 2º plano.

Agora com a chance de disputar a Prefeitura de Cuiabá, o ex-juiz resolveu partir para o PDT que também já abrigou e elegeu o ex-procurador da República, Pedro Taques, a senador e no último ano a governador. Depois da vitória, Taques migrou para o PSDB.

Em sua rede social, Julier publicou que depois de muita reflexão e de muitos debates com os mais variados segmentos e movimentos de base, se chegou ao entendimento de que era necessário a mudança. “É preciso estar em um partido que atenda as necessidades básicas da população, com um firme compromisso com as causas populares e um novo projeto para o Brasil. E este partido é o PDT, que tem nos seus alicerces as causas dos trabalhadores e da educação de qualidade para todos”, escreveu o ex-juiz.

Leia também:  Valtenir ganha mais uma na briga pelo comando do PSB

Ele também aproveitou para convocar os cuiabanos. “Orgulhoso de ser filho de Cuiabá conclamo a todos que amam esta cidade a caminhar junto com as ideias e os ideais de Leonel de Moura Brizola e Darcy Ribeiro engrossando as fileiras do Partido Democrática Trabalhista junto conosco, tendo sempre como ideal o bem estar do povo cuiabano e Mato-Grossense”, finalizou.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.