Após tentar ‘tapar o sol’ com a peneira no caso dos repasses devidos pelo município para a Santa Casa, a secretaria municipal de saúde Marildes Ferreira (PPS) deu outra bola fora no episódio dos mais de 40 casos de microcefalia só em Rondonópolis.

A Secretaria convocou uma entrevista coletiva em Cuiabá para desmentir o Governo Pedro Taques (PSDB) e o governo veio a Rondonópolis desmentir a Secretaria.

Apesar de grave os casos de microcefalia, sem exceção, foram precedidos de contaminação das gestantes por Zika, doença transmitida pelo mosquito Aedes Aegypti, o mesmo que transmite a Dengue e a Chikungunya e aqui entra uma pergunta, se existem mais de 40 casos de microcefalia causados pelo Zika vírus é porque tivemos um grande contingente de rondonopolitanos com a doença?

Leia também:  Marildes pode ser alternativa para Estadual

Se houve um grande contingente doente por causa do Zika vírus é sinal que houve um número maior de mosquitos transmissores voando por ai? Então se está tese estiver correta, pode se concluir que ou os técnicos da secretária municipal de saúde foram orientados a esconder os dados de infestação dos mosquitos, dos caos de dengue, dos casos de Chikungunya e da Zika ou o governo do estado está montando um complô para prejudicar a imagem de Rondonópolis?

O que realmente a Coluna Bastidores pode afirmar é que alguém no Poder Público errou, não nos números, mas no cuidado com a população.

EM TEMPO

Chikungunya, Dengue e Zika se combate com higiene, já dizia o médico sanitarista Oswaldo Cruz, portanto mantenha limpo seu terreno, não deixe água acumulada em garrafas e outros recipientes, feche bem as caixas d’agua, faça a sua parte e evite que uma criança pague com uma doença grave por causa da sua sujeira.

Leia também:  Maggi teria colocado cargo à disposição
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.