Alguns setores da economia mato-grossense foram afetadas durante o ano de 2015 pelo desemprego e o menor consumo. O ano foi registrado por um cenário econômico brasileiro bastante turbulento, com entraves na política, incertezas por parte dos investidores e consumidores e, consequentemente, crescimento econômico fraco. As informações são da conjuntura econômica do Instituto Mato-Grossense de Economia Agropecuária (Imea).

Os dados apontam que o impacto do cenário nacional foi mais ameno que em Mato Grosso (MT) devido ao bom desempenho da produção industrial e agropecuária.

Para se ter ideia, as informações revelam que tanto o volume de vendas do comércio, como o volume de serviços, registrou retração de 7,4% e 6,6%, respectivamente, no acumulado até setembro/15, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Por outro lado, a produção industrial apresentou aumento de 3,4%, embalada pelos números das indústrias de biocombustíveis (8,9%) e alimentos (5,1%), no acumulado até outubro/15.

Leia também:  Comércio varejista tem queda de 0,9% em outubro

Os economistas do Instituto concluem que na agropecuária, os volumes das exportações e o dólar favorável, têm sido fatores que colaboraram para a expectativa de crescimento anual de 5,3% no Venture Partners do Brasil (VPB) do setor.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.