Foto: Getty Images
Foto: Getty Images

Para chegar a essa descoberta, cientistas da Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos, analisaram dados sobre a forma física e os hábitos noturnos de 3 mil adolescentes e jovens adultos. Segundo o levantamento, um indivíduo apresenta, em média, 2,1 pontos a mais no índice de massa corporal (IMC) em comparação com outro que prega os olhos uma hora antes. Isso equivale a cerca de 6 quilos em um sujeito de 1,75 metro!

O curioso é que os notívagos acumulam banha mesmo se têm o costume de acordar tarde – pelo visto, não é apenas o tempo de sono que importa. Leila Araújo, diretora do Departamento de Obesidade da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia, afirma que ir para a cama só de madrugada gera alterações hormonais que aumentam o apetite e o acúmulo de gordura.

Leia também:  Os perigos da automedicação

O sono na juventude

Os pesquisadores americanos fizeram questão de incluir adolescentes na investigação. E isso faz todo o sentido. É que o tempo gasto sob os lençóis está diretamente associado à produção do hormônio do crescimento, essencial para a maturação do corpo da garotada. Fora que as primeiras décadas de vida são o melhor momento para consolidar um estilo de vida saudável – que, obviamente, inclui ótimas noites de sono.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.