Reprodução
Reprodução

A família de uma criança de quatro anos flagrou o momento em que a criança estava prestes a ser estuprada pelo tio no Guará (DF). A garota foi para a casa dos tios junto com seus pais para visitar a família. Ao chegar lá, o tio de 47 anos a pegou no colo e a levou para um cômodo da casa. O pai da vítima viu quando o suspeito saiu com a criança, foi atrás e viu ele passando a mão nas partes íntimas da criança.

Ao perceber a presença do pai da menina, o homem soltou ela rapidamente e saiu correndo. Ele foi encontrado pelos policiais no Condomínio Sol Nascente, em Ceilândia (DF). Em entrevista a Rede Record Brasília, o pai da criança, que preferiu não se identificado, disse que ficou chocado com o que viu.

Leia também:  Lei anti-homofobia é regulamentada no DF pelo governador Rodrigo Rollemberg

— Minha reação na hora foi de apenas ficar próximo da minha filha, abraçar ela, porque ela ficou nervosa no momento. É uma filha que a gente cria com muito carinho e cuidado. A gente nunca espera que isso aconteça. A sensação e o sentimento é de revolta.

O suspeito nega as acusações.

— Eu não abusei não. É porque ela chegou da escola, e tinha tempo que eu não via eles, ai eu chamei ela e dei um abraço nela.

O delegado Fernando Fernandes foi quem acompanhou as buscas pelo acusado. Segundo ele, apesar do histórico de abusos, esta é a primeira vez que a família cria coragem para denunciar.

— Por ser membro da família as pessoas acabaram não denunciando, apenas fazendo aquela repreensão verbal no meio familiar. Mas, para o azar dele, hoje ele foi flagrado com a criança de quatro anos no colo e, assim que a mãe da criança ficou sabendo, ele fugiu de onde estava para um local onde uma equipe da nossa delegacia estava nas ruas e ele foi preso em flagrante por estupro de vulnerável.

Leia também:  Mãe de assaltante registra B.O contra vítima que agrediu o filho durante roubo em SP
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.