O Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco) já cumpriu 14 dos 19 mandados de prisão expedidos pela Justiça na Operação Chacal, realizada nesta segunda-feira (14). Na lista dos crimes praticados pela organização criminosa estão o roubo de uma aeronave no município de Cotriguaçu, receptação de máquinas agrícolas e carretas apreendidas pela Polícia Civil avaliadas em mais de um milhão de reais, homicídios e comércio ilícito de drogas.

Foram presos: Djalma de Paula da Silva, Júlio César Coelho Filho, Naianderson Godinho da Rocha, Moises Lopes Mendes, Roberto Carlos de Oliveira Dorta, Jhoni Carlos Muniz, Laerte Carlos Muniz, Luan Felipe de Oliveira Franca, Simoni Carine da Silva, Silma Aparecida de Oliveira, Cristiano Machado Dorta, André Sana Neto, Lucinei Valein Vieira e Altair Santim. Ainda existem cinco acusados foragidos da Justiça que estão sendo procurados pelo Gaeco.

Leia também:  Condutor e passageiro são presos com 135 kg de cocaína em fundo falso de caminhonete

O roubo da aeronave, conforme o Gaeco, ocorreu em março deste ano. Na ocasião, o piloto e copiloto foram contratados para transportar um suposto doente da cidade de Cotriguaçu para a cidade de Alta Floresta. Ao aterrissarem na pista de pouso local, foram rendidos por homens armados que já aguardavam na pista. As vítimas foram amarradas e colocadas em um veículo, oportunidade em que foram levadas para uma região de mata, onde permaneceram por aproximadamente duas horas, até que conseguiram se soltar e buscar ajuda.

Segundo o Gaeco, interceptações telefônicas autorizadas pela Justiça e as diligências investigativas comprovaram que as pessoas presas nesta segunda-feira foram as responsáveis pelo roubo e provavelmente utilizaram a aeronave para incrementar o comércio ilícito de drogas.

Leia também:  Operação Cerco Total inicia nesta segunda-feira (14)

Veja mais detalhes quanto a organização criminosa aqui. 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.