O Governo de Mato Grosso nomeou 30 aprovados no concurso do Departamento Estadual de Trânsito (Detran). O ato será publicado na edição do Diário Oficial que circula nesta terça-feira (1º).

De acordo com a assessoria, a decisão de convocar os aprovados é para garantir o acesso do cidadão aos serviços públicos de atribuição da autarquia, que enfrenta greve ilegal há mais de um mês.

Foram nomeados 14 analistas do serviço de trânsito nas áreas de administração, arquitetura, contabilidade e medicina e 16 auxiliares do serviço de trânsito.

O número de convocados estava previsto no cronograma elaborado pelo Governo do Estado seguindo os limites impostos pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). A meta é nomear mais 100 aprovados em 2016, outros 160 em 2017 e os 199 restantes em 2018.

Leia também:  Sema investe R$ 1,3 milhão em projeto de gerenciamento de recursos hídricos

Greve

A greve no Detran-MT começou no dia 26 de outubro e foi declarada ilegal pelo Judiciário, que determinou o retorno dos servidores ao trabalho e fixou multa de R$ 100 mil por dia.

O Sindicato dos Servidores do órgão (Sinetran-MT) e os grevistas decidiram manter a paralisação mesmo com a ordem judicial.

Na semana passada, o Tribunal de Justiça de Mato Grosso determinou o bloqueio das contas bancárias do sindicato até o limite de R$ 1 milhão. Na mesma decisão, o Estado foi autorizado a suspender os repasses da contribuição associativa ao Sinetran-MT, depositando os valores em uma conta judicial.

Os grevistas querem a nomeação, ainda este ano, de 75% dos candidatos aprovados no último concurso do órgão e o restante em 2016. O governo, porém, manteve a proposta levando em conta os limites da LRF e consequentemente, não houve negociação.

Leia também:  Suinocultores de Mato Grosso apostam na produção de bioenergia

É a 2ª greve da categoria em menos de um ano do governo Pedro Taques.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.