Reprodução/Rede Record
Reprodução/Rede Record

Entre os cinco mortos do acidente de ônibus na linha Amarela que deixou pelo menos 35 feridos neste domingo (13),estava Alessandro Carvalho, de 17 anos, foi um dos que teve os seus planos de fim de ano interrompidos. Ele estava ensaiando uma apresentação de dança para um aniversário de 15 anos no fim do ano. Segundo o pai dele, Wallace Carvalho, o menino estava empolgado para a apresentação.

 

— Ele estava indo para Jacarepaguá para fazer uma dança. Todo domingo ele ia. Ele queria fazer faculdade. Ele fez curso de cabeleireiro e de barbeiro. Por que não fui eu? Podia ter sido comigo.

Leia também:  Inep divulga gabarito oficial do Enem 2017

A Polícia Civil do Rio está investigando o acidente. Agentes da delegacia do Tanque (41ª DP) devem recolher imagens das câmeras de segurança do veículo que ajudem a esclarecer o caso. Segundo um motorista da viação Redentor informou à Rede Record, as imagens são registradas em tempo real em uma central da empresa e podem ter sido gravadas.

Reprodução/Rede Record
Reprodução/Rede Record

Os policiais também aguardam a alta do motorista Domingos Basileu Camelo, internado em estado grave no hospital Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca, para tentar esclarecer o que causou o acidente.

Segundo alguns passageiros, o motorista, que teria dobrado a carga horária, dormiu ao volante. Além de conduzir o veículo, ele também fazia a função de cobrador.

Leia também:  Horário de verão pode chegar ao fim ainda este ano

 

 

 

De acordo com o delegado responsável pela investigação, a primeira análise da perícia aponta que o veículo teria tido uma falha mecânica. O laudo pericial, que só deve ser divulgado em 30 dias, vai apontar se o pneu que teria furado estava desgastado ou careca.

https://www.youtube.com/watch?v=oxdnQO3azMg

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.