As operadoras de telefonia celular receberam nesta quarta-feira (16) uma determinação judicial para bloquear o funcionamento do aplicativo WhatsApp em todo o território nacional por 48 horas, segundo informou o jornal “Folha de São Paulo”.

Ainda segundo a publicação, a medida passa a valer a partir de 0h desta quinta-feira, dia 17. As empresas de telefonia afirmaram, por meio do Sindicato Nacional das Empresas de Telefonia e de Serviço Móvel Celular e Pessoal (SindiTelebrasil) que vão cumprir a decisão. A medida foi imposta sob pena de multa pela Justiça de São Paulo por meio de uma medida cautelar, mas o autor da ação está mantido sob sigilo.

Em fevereiro deste ano, a Justiça de Teresina, no Piauí, determinou que todas as companhias de telefonia suspendessem temporariamente o funcionamento do aplicativo no Brasil. Na ocasião, as operadoras recorreram e o serviço foi reestabelecido.

Leia também:  UTI Neonatal fica sem equipe de enfermagem e bebê prematuro cai de incubadora em hospital do DF

PIRATA?

Recentemente, o presidente da Vivo, Amos Genish, disse em um evento que o aplicativo prestava um serviço pirata e defendeu a regulamentação.

“Não tenho nada contra o WhatsApp, que é uma ferramenta muito boa, mas precisamos criar regras iguais para o mesmo jogo”, disse.
“O fato de existir uma operadora sem licença no Brasil é um problema”, afirmou Genish, em referência ao serviço de voz do aplicativo.

Para o executivo, o WhatsApp estaria funcionando, na prática, como uma operadora de telefonia.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.