Foto: Cassius André Fanti/Arquivo Pessoal

Um incêndio ocorrido em um asilo na cidade de Garibaldi, na Serra do Rio Grande do Sul, na madrugada desta terça-feira (22), intoxicou mais de 20 pessoas. As vítimas precisaram de atendimento médico após inalarem a fumaça tóxica.

Por volta da 1h40 o Corpo de Bombeiros foi acionado para atender a ocorrência. De acordo com a corporação, o volume das chamas não era grande, mas a fumaça gerada pela queima de algum material ainda desconhecido fez com que 22 idosos e três pessoas, que ajudavam no socorro, precisassem de atendimento médico.

Foto: Cassius André Fanti/Arquivo Pessoal
Foto: Cassius André Fanti/Arquivo Pessoal

Os intoxicados foram encaminhados para diferentes unidades de saúde da região. A principal dificuldade, de acordo com o Corpo de Bombeiros, foi realizar a retirada das pessoas, uma vez que muitas tinham dificuldade de locomoção.

Leia também:  Temer diz na Argentina que a população entenderá aumento do PIS/Cofins

O Corpo de Bombeiros ainda não conhece as causas do incêndio, o que deve ser investigado durante a manhã após o trabalho de perícia da Polícia Civil.

As vítimas foram levadas para o Hospital São Pedro e para um posto de atendimento do Sus, em Garibaldi, sendo que oito foram internados para avaliação, uma pessoa ainda recebe atendimento, e outros sete foram liberados. O problema é que sete deles não teriam para onde ir.

Foto: Cassius André Fanti/Arquivo Pessoal
Foto: Cassius André Fanti/Arquivo Pessoal

Quatro estão em observação no Hospital Carlos Barbosa, dois são idosos e dois funcionários do asilo. Outros três foram encaminhados para o Hospital Tacchini, em Bento Gonçalves e estão em observação.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.