Cumprindo mais um compromisso de transparência e seriedade no trato com a coisa pública a Mesa Diretora da Câmara Municipal presidida pelo vereador Lourisvaldo Manoel de Oliveira, o Fulô – (PMDB), efetuou na tarde desta quarta-feira (30/12) a transferência bancária para a conta da Prefeitura Municipal de Rondonópolis da quantia de R$ 1.004.880,46 (Um Milhão, Quatro Mil Oitocentos e Oitenta Reais e Quarenta e Seis Centavos), relativos à ‘Devolução do saldo do Duodécimo’ recebido pelo legislativo.

Segundo o presidente, esse montante devolvido está sendo considerado um dos maiores do estado, e a maior devolução em dinheiro já feita pela Câmara Municipal, desde a sua fundação. Recentemente a Câmara Municipal de Rondonópolis, foi eleita pelo TCE – Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso, como a Segunda mais transparente do estado.

Leia também:  “Estão brincando com a cara do cidadão de Rondonópolis” diz Thiago Muniz sobre paralisação dos serviços da Santa Casa

Ainda conforme Fulô, uma parte do dinheiro devolvido aos cofres públicos da prefeitura, será empregado na quitação de uma dívida que a municipalidade tem com a Santa Casa de Misericórdia, e o restante, estará a critério do prefeito municipal para livre aplicação, segundo o que ficou acertado numa recente reunião ocorrida no legislativo municipal entre as partes envolvidas.

O presidente fez um balanço desse primeiro ano de sua gestão – Biênio 2015-2016, e se disse satisfeito com os avanços e conquistas conseguidos, ressaltando o seu compromisso de transparência e seriedade no trato com a coisa pública e prometendo ações no sentido de valorizar os servidores do legislativo, dar mais visibilidade às ações do parlamento, e aproximar mais a Câmara das Comunidades.

Leia também:  Vereadores derrubam veto de Pátio e mantêm projeto que aumenta fiscalização para contratados da Prefeitura

Fulô inclusive já autorizou estudos e a respectiva programação de recomposição salarial para os servidores da Câmara, prometendo inclusive, reajustes relativos aos índices oficiais de inflação do período, na respectiva data base da categoria.

O vereador assegurou ainda que está fechando o ano de 2015 com todas as contas do legislativo em dia e sem nenhuma pendência financeira com servidor, colaborador ou fornecedor.

“Na questão das atividades parlamentares, nós fechamos o ano votando e limpando todas as pautas de votações existentes na casa, ficando pendentes apenas os projetos do PCCS, por conta da necessidade de mais debates e discussões com as categorias envolvidas (servidores públicos municipais), e vamos retomar as discussões logo após o fim do recesso parlamentar. Nesse ano de 2015, nós vereadores aprovamos cerca de 300 Projetos de Leis do Poder Executivo de interesse do município, e 130 Projetos de Leis originados no próprio parlamento, produzidos pelos nossos colegas vereadores atendendo aos interesses públicos. Por tudo isso, eu entendo que tivemos um ano bastante produtivo. Esperamos que em 2016, apesar das dificuldades naturais que iremos enfrentar por se tratar de um ano eleitoral, nós consigamos avançar mais e aproximar cada vez mais o poder legislativo das nossas comunidades”, finalizou.

Leia também:  Por RGA, 50 servidores de Rondonópolis manifestam na capital
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.