No ano de 2015, Mato Grosso foi responsável pela produção de 939,9 mil toneladas de pluma de algodão, 5,5% a menos do que produziu em 2014. Isso, pois a área foi retraída em 15,4%, para 546,2 mil hectares, devido ao cenário de baixos preços e incertezas no segundo semestre de 2014, período de planejamento da safra colhida em 2015. AS informações são do Instituto Mato-Grossense de Economia Agropecuária (Imea).

Mas, com melhorias no pacote tecnológico utilizado, e clima favorável em MT, as lavouras geraram 274,[email protected]/ha, 4,1% acima do que no ano anterior. Por isso, a queda de produção não foi tão significativa quanto a queda na área, pois a produtividade, que em 2015 foi a maior da história, compensou.

Leia também:  Volume produzido de etanol de milho avança 125,4% e bate recorde em MT

Além disso, os economistas afirmam que outro fato positivo foi a reação acentuada dos preços da pluma mato-grossense. Eles ficaram em R$ 63,47/@ na média de 2015, 9,4% acima de 2014, chegando a ultrapassar os R$ 70,00/@ em alguns períodos do ano.

 Essa alta, ocorreu graças à forte elevação do câmbio ao longo do ano. Além disso, tal alta cambial trouxe competitividade internacional à pluma, incentivando as exportações. Assim, se dezembro embarcar ao menos 10,6 mil toneladas, 2015 será o 2ª melhor ano da história de MT nos embarques.

Algo positivo, pois, com as instabilidades que pairaram no Brasil ao longo do ano, a demanda interna foi afetada

Leia também:  Receita Federal paga nesta segunda (16) o 5º lote de restituição do IR 2017
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.