Um valor de aproximadamente R$ 500 mil deverá voltar aos cofres públicos a partir de 2016, para um programa escolar que deverá atingir até 100 mil estudantes das redes públicas estadual e de municípios mato-grossenses. O valor deve ser destinado à confecção de cartilhas voltadas à promoção de cidadania e da ética em escolas estaduais e municipais

Essa quantia é parte do dinheiro movimentado mediante fraudes, operações clandestinas e desvios no esquema investigado pela operação Ararath.

As informações são de que as cartilhas fazem parte do programa “Um por todos e Todos por Um”, que concentra atividades educacionais voltadas a valores cívicos de estudantes do 5º ano do Ensino Fundamental na rede com a ajuda de cartilhas confeccionadas com os personagens da Turma da Mônica, de Maurício de Sousa.

Leia também:  Alto Araguaia | Exportação cai 11% no mês de julho

De acordo com o secretário estadual de Educação, Permínio Pinto, os quase R$ 500 mil destinados ao projeto deverão ser aplicados em escolas estaduais de Mato Grosso e em escolas municipais de Cuiabá, Várzea Grande, Poconé, Nossa Senhora do Livramento, Chapada dos Guimarães e Santo Antônio de Leverger, mas o número de municípios e escolas atendidas poderá aumentar ao longo dos cinco anos previstos.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.