Achar uma passagem de avião mais barata para viajar pelo Brasil ficou mais difícil em 2015 do que no ano passado, segundo análise feita pelo site Melhores Destinos. Se no ano passado as passagens promocionais de ida e volta custavam entre R$ 79 e R$ 99, neste ano, as promoções chegavam a R$ 139.

O Melhores Destinos é um site de viagens que oferece dicas de como comprar passagens aéreas promocionais e reservar hotéis com desconto. Concentra atualmente mais de 3 milhões de seguidores nas redes sociais.

O preço dos voos domésticos teve um aumento considerável e o número de promoções sofreu uma redução sensível, que o site atribui à queda do real em relação ao dólar, o que encareceu os custos para as companhias nacionais.

Leia também:  Bandeira vermelha | Taxa extra na conta de luz pode subir 43%

Algumas viagens internacionais, porém, chegaram a apresentar queda em relação a 2014. As passagens promocionais para Nova York, por exemplo, custavam, em média, R$ 1.440 no ano passado. Em 2015, a média das promoções caiu para R$ 860. Miami passou de uma média de R$ 1.331 para R$ 661.

A baixa, segundo o Melhores Destinos, deve-se à concorrência e ao baixo preço do petróleo, que permitiram que as companhias aéreas não repassassem a alta do dólar integralmente às passagens internacionais.

“Em 2015, já vimos uma queda nas promoções nacionais, em 2016 o cenário deve ser igual, continuar estável em relação a este ano”, prevê o editor-chefe do site, Denis Carvalho. “Já os voos internacionais são uma incógnita. As viagens para os Estados Unidos devem continuar com promoções. Vai depender muito se as companhias vão continuar ou não acreditando no Brasil e mantendo os voos. Sai mais caro sair daqui com assentos vazios do que vender passagens promocionais”, diz.

Leia também:  Exportação de soja registra queda, mas volume se mantém estável

Segundo dados da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), houve uma queda no número de passageiros que embarcaram ou desembarcaram nos 60 aeroportos administrados pela empresa pública. De janeiro a novembro deste ano, últimos dados disponíveis, 96,3 milhões de pessoas passaram pelos aeroportos brasileiros. O número é inferior ao registrado no mesmo período de 2014: 111,9 milhões. Os passageiros de voos internacionais também diminuíram, passaram de 4,6 milhões, até novembro de 2014, para 1,8 milhão, em 2015.

A Infraero projeta uma ligeira queda na movimentação na alta temporada, que vai até janeiro de 2016, em relação ao mesmo período de 2014 e 2015. A empresa estima movimento de 21,1 milhões de passageiros nesta alta temporada. Em 2014-2015, 21,3 milhões de viajantes passaram pelos terminais: 10,4 milhões em dezembro e 10,9 milhões em janeiro.

Leia também:  Conta de luz terá taxa extra de R$ 5 para cada 100 quilowatts-hora consumidos

Veja a evolução das médias das promoções, de acordo com os dados do Melhores Destinos:

passagens_promocionais

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.