Foto: Divulgação / PJC
Foto: Divulgação / PJC

Setenta toras de madeira de origem ilegal foram apreendidas em uma ação da Polícia Judiciária Civil, com apoio da Polícia Militar e Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama), em uma propriedade rural no município de Uniao do Sul. Na ação, foram apreendidos um trator e outros maquinários utilizados na extração da madeira. A Polícia trabalha na identificação dos autores do crime.

As diligências iniciaram após a equipe da Delegacia de Sinop receber a informação de que na fazenda “Dona Mercedes” estava sendo realizado um furto de toras de madeira. Policiais se deslocaram até a propriedade e ao chegar ao local, encontraram uma trilha na mata com sinais de pneus de tratores e caminhões.

Leia também:  Dupla armada assalta comércio, rende clientes e foge na Vila Salmen

Uma pouco a frente havia uma árvore derrubada com a intenção de dificultar a entrada de carros na estrada, afim de evitar o flagrante da ação criminosa. A equipe de investigadores continuou seguindo a trilha a pé e no trajeto encontrou duas esplanadas, em que havia várias toras de madeira empilhadas, prontas para serem carregadas.

Em continuidade as diligências, policiais seguiram a procura dos possíveis suspeitos e encontrou maquinários e ferramentas utilizadas para a prática criminosa, além de conseguirem encontrar uma segunda trilha, que levou a um ponto onde um trator CBT estava escondido. Junto ao veículo foi encontrado uma motosserra, usada para fazer o corte da madeira.

O trator estava escondido e preso em uma tora, para no caso de ser encontrado dificultar a se retirada, sendo necessário o auxilio de outro trator para arrastar o veículo para outro ponto, até ser retirado do local e encaminhado a Delegacia de União do Sul.

Leia também:  Roubos e furtos de veículos registram queda de 8% em MT

Na quarta-feira (02), a equipe do Ibama junto as equipes da Polícia Civil e apoio da Polícia Militar retornaram a região para que os fiscais pudessem identificar as espécies de madeira e os danos ambientais causados pelos infratores, para que assim que identificados sejam responsabilizados pelo crime.

Após todo o procedimento, na quinta-feira (03) foi dado inicio a retirada das árvores derrubadas e do trator. As investigações continuam para identificar os envolvidos na extração ilegal da madeira.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.