Foto: assessoria
Cristovão Teixeira – Foto: assessoria

Depois de dez meses à frente da Companhia de Desenvolvimento de Rondonópolis (Coder) o empresário e vereador Rodrigo Lugli deixou a presidência nesta terça-feira (8). Ele deve ser substituído no cargo pelo atual diretor de manutenção do Sanear, Cristovão Teixeira, que passará por sabatina na Câmara Municipal já na sessão ordinária desta quarta-feira (9). Rodrigo pediu para ser substituído e retomará suas atividades como vereador a partir da próxima semana.

Conforme o prefeito Percival Muniz, a escolha de Cristovão teve motivação técnica e deve-se ao bom trabalho desenvolvido por ele na Administração Municipal. “Investimos muito para recuperar a Coder e precisamos dar sequência a esse trabalho, melhorando e ampliando os serviços prestados à população. O Cristovão reúne as condições para isso e, assim como o Rodrigo, terá todo o nosso apoio”, disse Percival.

Leia também:  Câmara concede Moção de Aplauso à Escola Carlos Pereira Barbosa
O presidente do PSDB em Rondonópolis, Rodrigo da Zaeli - Foto: Ronaldo Teixeira / AGORA MT
 Rodrigo da Zaeli – Foto: Ronaldo Teixeira / AGORA MT

Ao avaliar o trabalho realizado nos últimos meses, Rodrigo Lugli destacou os esforços para o saneamento econômico e fiscal, e também as ações visando a profissionalização e a valorização dos servidores da empresa.

“Avançamos e conseguimos muitas conquistas. Quero aproveitar para agradecer ao prefeito Percival Muniz, pela oportunidade e respaldo, aos diretores e a todos os funcionários da Coder pelo apoio que tivemos. Sem essa união, as vitórias que alcançamos seriam impossíveis”, afirmou.

Balanço

Além de honrar a renegociação das dívidas deixadas pelas administrações anteriores, Rodrigo explica que a Coder tem priorizado o pagamento em dia de servidores, fornecedores e tributos. Também houve investimentos na aquisição de máquinas e na readequação dos espaços internos, assegurando mais segurança e conforto para trabalhadores e para a população que visita a sede da empresa.

Leia também:  Emenda de vereadores proíbe ‘Nepotismo cruzado’

No período, a Coder também fez a revisão salarial e corrigiu distorções na remuneração dos trabalhadores. Algumas categorias tiveram reajustes de até 40% acima da inflação e hoje todos recebem salários iguais aos maiores que os pagos na iniciativa privada para funções equivalentes.

“Os trabalhadores também receberam equipamentos para proteção individual e têm hoje a supervisão constante de técnicos especializados em segurança no trabalho. Acabamos com o transporte em carrocerias de caminhões e investimos em ações para melhorar a saúde e a conscientização dos servidores. Nesta área ressalto ainda a realização do concurso público, com a contratação de mais de 100 servidores com absoluta transparência”, relata.

O agora ex-presidente da Coder elogiou a indicação de Cristovão Teixeira pelo prefeito Percival Muniz e desejou sorte ao sucessor. “Acho que o grande desafio é iniciar um novo momento, melhorando a arrecadação da empresa – que hoje está apta a prestar serviços para qualquer instituição pública ou privada. O Cristovão é competente e tenho certeza que fará um bom trabalho. Estarei pronto para ajudar”, finalizou Rodrigo.

Leia também:  Prefeita e vice de Várzea Grande são cassados e terão que pagar multa
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.