A Agência do Instituto Nacional de Seguro Social (INSS), em Rondonópolis (MT) deve entrar o ano de 2016 sem nenhum médico perito, caso a situação da falta de efetivo não se resolva de imediato. O Instituto que contava com sete médicos peritos em 2014, possui apenas um médico que aposenta no dia 31 de dezembro.  As informações foram repassadas pelos servidores que trabalham no local.

Conforme as informações, dos sete médicos, dois pediram exoneração, três aposentaram, um foi afastado por problemas particulares e o último deve se aposentar ainda este mês. Durante o último seletivo, o médico contratado também pediu exoneração.

Enquanto isso, os trabalhadores que precisam ter comprovada sua necessidade de receber os benefícios do INSS aos quais têm direito, devem buscar atendimento nas agências de Cuiabá, Campo Verde, Jaciara e região. Em casos de doença ou acidentes de trabalho, os afastamentos precisam ser acompanhados pelo recebimento dos direitos, mas os usuários têm tido que esperar meses para conseguir uma consulta com um médico perito.

Leia também:  Prefeitura já adotou medidas para controle de abastecimento de frotas e fez nova licitação

Essa situação não se restringe apenas à agência de Rondonópolis. A atual falta de atendimento por parte de médicos peritos é encontrada em várias unidades do INSS em Mato Grosso.

Devido a situações como a de Rondonópolis, o Ministério Público Federal (MPF) decidiu instaurar inquérito para, com base nas reais causas do atual caos no setor de perícia, propor medidas judiciais que venham a assegurar o direito dos beneficiários.

ASSESSORIA DO INSS

A equipe de reportagem do site AGORA MT, ligou várias vezes para a assessoria do Instituto, porém, não fomos atendidos.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.