Apesar de ser apontado por muitos especialistas em MMA como um lutador talentoso, o campeão peso pena Conor McGregor fez questão de rechaçar o rótulo dado a ele.

Após nocautear José Aldo em apenas 13 segundos, o irlandês fez questão de ressaltar que não acredita em talento, e sim na perseverança das pessoas em alcançar o seu objetivo.

“Não existe talento, existe trabalho duro. Isso é uma obsessão. O talento não existe, nós somos iguais como seres humanos. Você pode ser quem quiser se você dedicar tempo a isso. Você irá chegar ao topo, e é assim que são as coisas. Eu não sou talentoso, sou obcecado”, declarou McGregor em um trecho de um documentário que foi divulgado para a imprensa.

Leia também:  Torneio de tênis começa nesta quarta em Cuiabá

A obsessão de McGregor em se tornar o maior nome do esporte fica evidente em seus planos. De acordo com John Kavanagh, treinador do irlandês, os desafiantes da categoria dos penas precisarão esperar pela oportunidade de desafiar o campeão, já que ele deverá enfrentar Rafael dos Anjos pelo cinturão dos leves do UFC. Apesar da intenção do irlandês, Dana White declarou, após a vitória de McGregor sobre Aldo, que o campeão não poderá manter os dois cinturões ao mesmo tempo.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.