Foto: reprodução
Foto: reprodução

Chegamos ao final de mais um ano… E fazendo uma análise geral dos prós e dos contras, podemos dizer, sem sombra de dúvidas, que foi um ano bom, na seara política.

Não que eu fique feliz com a infelicidade de alguém, mas neste ano, mais do que nunca, ficou confirmado que os crimes do “colarinho branco”, também não compensam.

Foi tanta gente ‘graúda’ presa, tanta operação visando desmantelar o crime organizado contra a administração pública, que de fato, restou provado que não é só o pobre que vai preso.

Foram para o xilindró, deputados federais, senadores, ex-governadores, ex-deputados, secretários de estado, donos de empreiteiras, enfim, gente que, em outras épocas, passariam ilesos diante da prática de vários crimes.

Leia também:  Propaganda fora de época? | Política Legal

Mas, se por um lado é triste saber que, se tem tanta gente presa é porque ainda tem muita corrupção nos órgãos públicos, por outro lado, é reconfortante saber e ver, que nossas instituições têm funcionado de forma correta. É bom ver que ainda temos, Juízes, Desembargadores, Ministros, Policiais, etc. que nos dão esperança de dias melhores.

Quem imaginou que um dia o ex-deputado José Riva seria preso?

Quem poderia pensar que o ex-governador Silval Barbosa passaria o Natal atrás das grades?

Pois é meus amigos, ainda é certo que existe muita corrupção, mas é mais certo ainda que muitos pensarão duas, três vezes, antes de roubar o dinheiro que é do povo.

Leia também:  Como será o amanhã? | Política Legal

Foram presos no ano de 2015, Silval Barbosa (Ex-Governador de Mato Grosso), José Geraldo Riva (Ex-Deputado Estadual por Mato Grosso, detentor de 06 mandatos e Ex-Presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso), Eder Moraes (Ex-Secretário de Fazenda durante as gestões dos Ex-Governadores Blairo Maggi e Silval Barbosa), Pedro Nadaf (Ex-Secretário de Turismo durante as gestões dos Ex-Governadores Blairo Maggi e Silval Barbosa), Marcel de Cursi (Ex-Secretário de Fazenda durante as gestão do Ex-Governador Silval Barbosa).

Viu o tanto de gente “importante” presa? E olha que estamos falando só do nosso Estado.

Em âmbito nacional, não foi diferente. Apenas na, já conhecida, operação Lava Jato, foram presas mais de 50 (cinquenta pessoas), dentre as quais eu destaco: Delcidio do Amaral (Senador da República), José Dirceu (Ex-Ministro-Chefe da Casa Civil durante a gestão do Presidente Lula), Luiz Argôlo (Ex-Deputado Federal), André Vargas (Ex-Deputado Federal), Pedro Correia (Ex-Deputado Federal), Marcelo Bahia Odebrecht (Presidente da Odebrecht), Dario de Queiroz Galvão Filho (Diretor-Presidente do Grupo Galvão), Ricardo Ribeiro Pessoa (Ex-Presidente da UTC), André Esteves (Sócio do Banco BTG Pactual – 13º brasileiro mais rico), entre tantos outros.

Leia também:  Como será o amanhã? | Política Legal

Assim, não restam dúvidas de que o Brasil está mudando, e que gente rica e importante também é presa.

E penso que é esta a mensagem que devemos levar do ano de 2015 e fazer valer em 2016: A impunidade está com os dias contados.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.