Uma adolescente indiana de cerca de 14 anos de idade foi sequestrada e mantida em cativeiro por duas semanas por uma gangue de homens. Durante esse período, ela foi repetidamente estuprada pelo grupo, que atirou na menina e a deixou para morrer em um poço próximo à capital da Índia, Nova Déli.

Segundo informações, a garota teria sido sequestrada no dia 22 de novembro quando ia a um mercado em Nova Déli.

Reprodução/ Daily Mail
Reprodução/ Daily Mail

Em entrevista à rede de notícias NDTV, a jovem disse ter sido mantida em um “quarto escuro” onde três homens se revezavam para estuprá-la durante um período de duas semanas.

— Depois de quinze dias de estupros, uma noite eles disseram que iriam me deixar ir.

Leia também:  Incêndio queima mais de 4 mil hectares na França e moradores são obrigados a deixar suas casas

A adolescente afirma ter sido colocada dentro de um carro e levada a uma loja, onde os agressores desceram para comprar álcool.

Eles me disseram que iam me deixar ir, mas assim que dei alguns passos, eles dispararam dois tiros. Na primeira bala, meu corpo ficou dormente. No segundo eu desmaiei.

A adolescente diz ter acordado dentro de um poço, onde teria sido deixada para morrer pelos estupradores. Ela foi resgatada pelos moradores da região — que ouviram seus gritos por ajuda — no dia 6 de dezembro. A jovem foi levada às pressas para o hospital.

Diversos homens teriam sido presos acusados de participação no ataque, segundo relatos da mídia local.

Leia também:  Miss Turquia perde o título por fazer comentário infeliz nas redes sociais

— Quero que os estupradores sejam enforcados. Ninguém deveria passar pelo que eu passei.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.