Após quatro meses em greve, cerca de 50 médicos peritos do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) retomaram os atendimentos nesta segunda-feira (25) em Mato Grosso. Contudo, segundo a Associação Nacional dos Médicos Peritos da Previdência Social (ANMP), os profissionais seguem em ‘estado de greve’.
A paralisação que começou em setembro do ano passado é a maior da história da categoria.  De acordo com a ANMP, quem ainda não recebe benefício do INSS e precisa comprovar a condição terá prioridade no atendimento.
O tempo de espera do atendimento que durava cerca de 30 dias pode demorar até três meses. O agendamento das perícias está sendo realizado pela central de atendimento pelo número 135.
A greve
Dentre as reivindicações dos médicos peritos estavam a redução da jornada de trabalho de 40h para 30h semanais e reajuste salarial de 27,5%.
Perícias 
De acordo com dados ANMP, durante o período de paralisação, cerca de 2 milhões de perícias deixaram de ser realizadas no país. Em Mato Grosso, cerca de 25 mil pessoas deixaram de ser atendidas em razão da greve.
Advertisements
Leia também:  Detran-MT aguarda orientação para implantar a CNH digital no estado

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.