Reprodução
Reprodução

A prefeitura de Nova Santa Rosa, no oeste do Paraná, está premiando moradores que mantiverem os quintais limpos e sem criadouros do mosquito transmissor da dengue, da febre chikungunya e do zika vírus.

Este ano, a campanha de combate também está premiando “agentes mirins”.

Por meio de um sorteio, o morador escolhido recebe a visita de um agente de endemias. Caso nenhum foco do mosquito seja encontrado, dono da casa é premiado junto com o vizinho da direita e o vizinho da esquerda.

Desde o início da campanha, três sorteados ganham cestas e novos sorteios devem ser feitos.

Os prêmios foram comprados com o dinheiro arrecadado com as multas aplicadas aos moradores que tinham focos do mosquito em casa.

Leia também:  Mais duas crianças morrem após incêndio e 43 pessoas seguem internadas
Divulgação
Divulgação

“A campanha incentiva, primeiro, a população a ter consciência de que cada um precisa cuidar do seu quintal e de que se cada um fizer a sua parte e todos trabalharmos juntos é possível evitar a dengue e outras doenças”, diz a enfermeira Kellen Rohling.

O estudante Cléberson Luís Farias, de 14 anos, é um dos “agentes mirins” premiados. Ele ganhou uma bicicleta pela dedicação ao combate ao Aedes aegypti.

“Sempre deixo garrafa, potinho virado, porque não pode deixar nada que acumule água”, conta. “Mais que o prêmio, o bom é ter certeza que não tem dengue aqui. Esta é uma doença terrível”, comemora.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.