Foto: CRA
Foto: CRA

Um ataque inesperado de gafanhotos surpreendeu três províncias do noroeste da Argentina nos últimos meses. É o pior ataque do inseto “em mais de cinquenta anos”, segundo o engenheiro agrônomo Diego Quiroga, diretor nacional de proteção vegetal do Serviço Nacional de Saúde e Qualidade Agroalimentária (Senasa) do país.

Em entrevista por telefone, ele atribuiu o fenômeno à mudança do clima. “Primeiro, tivemos uma forte seca durante três anos (2012, 2013 e 2014) nas províncias afetadas pela praga, e no ano passado um inverno com temperaturas altas e fortes chuvas”, disse à BBC Brasil.
O gafanhoto, de acordo com Quiroga, costuma “se esconder no inverno” e aparecer para se alimentar nas outras estações, como a primavera.

Leia também:  Jovem é preso em Londres após deixar várias pessoas feridas com ataques de ácido

“Mas sem inverno definido, eles acabaram antecipando seus ciclos naturais, passando a se reproduzir também em quase todas as estações do ano.”

O ataque dos gafanhotos – chamados de langostas em espanhol – começou a ser observado em julho do ano passado na província de Santiago del Estero e se espalhou para as vizinhas Tucumán e Catamarca, segundo a assessoria da entidade chamada Confederações Rurais Argentinas (CRA), com sede em Buenos Aires.

Imagens caseiros com gafanhotos em massa sobrevoando plantações, feitos pelos produtores rurais, foram publicados nas redes sociais assim que o fenômeno ganhou força, entre no segundo semestre do ano passado.

Foto: CRA
Foto: CRA

Quiroga, por sua vez, afirma que não existem cálculos sobre as perdas econômicas para o setor agrícola na região, mas que “o impacto é mais visual do que matemático”, já que os insetos atacam principalmente os pastos.

Leia também:  Estudos revelam que aspirina consegue reverter danos da cárie

Segundo cálculos da CRA, cerca de 700 mil hectares estão sendo afetados pelo fenômeno, mas a maioria deles é coberta de pasto. Cerca de 180 mil hectares são ocupados por cultivos.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.