Foto: Assessoria / PJC
Foto: Assessoria / PJC

Os esforços da Delegacia da Polícia Judiciária Civil de Lucas do Rio Verde (354 km ao Norte) deram resultado e fechou o ano de 2015 com 989 inquéritos policiais instaurados e quase todos com autoria definida.

A unidade também formalizou 400 termos circunstanciados de ocorrência (TCO), para crimes de menor potencial ofensivo, e intensificou o combate aos crimes cometidos por adolescentes e jovens infratores, que respondem por 236 procedimentos especiais de ato infracional. Além da solução de crimes de roubos, homicídios e estupros contra adultos, crianças e adolescentes.

O trabalho voltado aos principais crimes na cidade como roubo, furto, tráfico e homicídios é reflexo do aumento do efetivo policial e da mudança no quadro de delegados, que agora conta com duas autoridades policiais, os delegados Rafael Mendes Scatolon e Walter de Melo Fonseca Júnior.

“O trabalho realizado junto à sociedade é de suma importância para o alcance dos frutos colhidos neste ano. Policiais saíram da Delegacia e levaram informações a escolas, eventos e palestras, mostrando que a conscientização da população também faz parte do combate ao crime”, destacou o delegado Rafael Mendes.

“Trabalhando lado a lado com a Polícia, a população Luverdense tornou-se parte importante no combate à criminalidade, transformando Lucas do Rio Verde em uma excelente cidade para se viver e com a garantia que sempre terá o apoio da Polícia Judiciária Civil”, completou o delegado Walter de Melo.

De acordo com os delegados, o aumento dos procedimentos investigativos é fruto do trabalho conjunto de toda a unidade policial, para levar mais segurança aos moradores da cidade, principalmente reprimindo delitos como o tráfico de drogas, considerados por eles, o “crime mãe” de outros crimes ocorridos em Lucas do Rio Verde. “Dele se ramificam diversos outros delitos”, afirma o delegado Walter de Melo.

Em 2015, na cidade de Lucas do Rio Verde, a Polícia Civil desarticulou dezenas de pontos de venda de drogas, apreendeu cerca de 16 quilos de maconha e 4 quilos de cocaína e pelo menos três grandes associações criminosas foram desmontadas e traficantes presos.

A investigação de roubos levou a solução de 81 crimes, com identificação da autoria e prisão dos suspeitos. Também no ano passado, 63 armas de fogo foram retiradas das ruas. “Um número considerável, levando em conta que a maioria dos artefatos apreendidos, era ou seria utilizados para prática de roubos, homicídios e outros crimes”, analisa do delegado Rafael Mendes.

A apuração de homicídios dolosos solucionou seis crimes ocorridos durante o ano no município.

Os crimes sexuais também tiveram atenção especial da Polícia Civil em Lucas do Rio Verde, que registrou aumento no número de procedimentos investigativos para apurar crimes de estupro e estupro de vulnerável. Foram mais de 40 procedimentos que tramitaram na Delegacia e tiveram rápida ação dos investigadores, escrivães e delegados na conclusão dos casos.

“Tal aumento se deve a resposta que a Polícia Civil vem dando para a sociedade acerca de tais crimes, encorajando as vítimas a denunciarem os abusos sofridos”, disse Walter de Melo.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.