Divulgação
Divulgação

Bogdan Furman, de 10 anos, desapareceu de dentro de sua casa em Tcherkássi, no centro da Ucrânia. Após buscas intensas, a polícia passou a acreditar que Furman tinha caído na armadilha de um pedófilo assassino,pois,o garoto ficou seis meses sem dar nenhum sinal de vida e começou a preparar a família para o pior. Felizmente, o garoto foi encontrado depois de seis meses.

 

 

 

Mas as condições não eram das melhores: Furman estava vivendo num barraco que ele mesmo construiu, na beira de um rio, no frio congelante da Ucrânia.

O garoto estava escondido lá, sem nada além de cobertores para se esquentar em um lugar onde a temperatura é negativa.

Leia também:  Criança é encontrada com vida em escombros de escola após 2 dias de terremoto
Divulgação
Divulgação

Furman disse à polícia que fugiu de livre e espontânea vontade, porque ele era infeliz em casa. O motivo? Era espancado pelos pais quando os dois bebiam algumas doses a mais.

Apesar de ter sobrevivido grande parte do tempo comendo resto de comida que encontrava por aí, “ele fugiu para encontrar alguma felicidade”, disseram as autoridades.

Enquanto estava perambulando pelas montanhas geladas e as ruas de Tcherkássi, contou que fez amizade com um homem mendigo de 24 anos, que, segundo o menino, se tornou uma espécie de segundo pai pra ele.

“Eu até chamava ele de pai”, conta orgulhoso. E continua: “Ele sempre perguntou se eu estava com fome, estava sempre preocupado para que eu não passasse frio. Quando eu morava com meus pais, se eu me atrasasse alguns minutos para ir à escola, meu verdadeiro pai ia logo me bater.

Leia também:  Enfermeiro é acusado matar mais de 80 pacientes com doses excessivas de remédio
Divulgação
Divulgação

Furman foi devolvido à sua família, mas os serviços sociais afirmaram que manterão olhares atentos sobre qualquer vestígio de maus-tratos.

A família, grata à polícia, comemorou o reencontro. A mãe, que sofre de problemas com álcool, garantiu que vai melhorar o relacionamento com o filho.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.