VEJA.com/Reuters
VEJA.com/Reuters

Um incêndio destruiu mais de 100 casas no sul da Austrália. O fogo atingiu duas cidades situadas a sudoeste de Melbourne, Wye River e Separation Creek, onde muitas das 116 residências afetadas podem ser de veraneio. Um total de 500 bombeiros foram mobilizados para sufocar as chamas.

O primeiro-ministro do Estado de Victoria, Daniel Andrews, comemorou que o incêndio não tenha deixado nenhuma vítima, ao contrário dos 173 mortos registrados em 2009. “Podemos reconstruir as casas, é claro. Tudo poderia ter sido muito pior”, disse em uma coletiva de imprensa.

O incêndio próximo à cidade costeira de Lorne foi declarado em 19 de dezembro e se propagou na sexta-feira por culpa do vento e do calor.

Leia também:  Papa incentiva jovens brasileiros a lutarem contra corrupção

Segundo as autoridades locais, a chuva e a queda das temperaturas reduziram sua intensidade. Os incêndios florestais são frequentes na Austrália durante o verão e deixaram sete mortos em 2015.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.