Foto: Alex Silva / MdeMulher
Foto: Alex Silva / MdeMulher

Nem sempre precisamos nos entupir de um alimento para o organismo sair ganhando. Uma prova disso vem do Centro de Saúde La Alamedilla, na Espanha. Pesquisadores recrutaram 1 469 pessoas e coletaram informações sobre seus hábitos alimentares. Depois, essa turma passou por uma série de exames.

Com os dados em mãos, não sobrou dúvidas: quem comia ao menos um kiwi por semana apresentava níveis melhores de triglicérides no sangue e, ainda, taxas mais elevadas de HDL, o bom colesterol. Como se não bastasse, esses indivíduos exibiam menos fibrinogênio. E por que isso é bom? Essa proteína está envolvida em processos ameaçadores, como a formação de placas nas artérias – fator propício a infartos e derrames.

Leia também:  Limão: benefícios, com o que ele combina… e muito mais!

Segundo o nutricionista Jose Ignacio Recio Rodriguez, um dos autores do estudo, o kiwi é uma das frutas mais ricas em vitaminas e polifenóis, com alta capacidade antioxidante.

“Os fitoquímicos encontrados no alimento oferecem benefícios como prevenir o aparecimento de células cancerosas, bem como doenças cardiovasculares”, afirma. O especialista lembra também que existem indícios de que o kiwi dá uma forcinha para a insulina funcionar direito – ou seja, seria útil até para combater o diabete.

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.