Mais de 15 mil pessoas procuraram as unidades do Sine Municipal para retirar o seguro-desemprego em 2015, segundo levantamento da Secretaria de Trabalho e Desenvolvimento Econômico de Cuiabá. Este número corresponde a 2,72% da população da Capital (551 mil pessoas pelo Censo de 2010) e que foram atendidas nas unidades do Centro, Coxipó e Pedra 90.

Dados recentes do Ministério do Trabalho e Previdência Social, mostram que mais de 8 milhões de trabalhadores deram entrada no seguro-desemprego no país. Desse total, 1.925.298 possuíam média salarial que deu direito à parcela máxima (R$ 1.385,91) do benefício e 670.801 tiveram direito ao piso do benefício (equivalente ao valor de um salário mínimo).

Leia também:  Fórum critica projeto de lei nocivo à população e ao meio ambiente

Conforme a tabela da secretaria, a procura foi maior nos meses de julho a outubro com a média de 500 a 1.000 pessoas atendidas por mês. De acordo com o secretário Municipal de Trabalho, Domingos Sávio, estes números são preocupantes e revelam a falta de qualificação aliadas a crise econômica. Em contrapartida, o município vem reforçando as políticas de geração de emprego, por meio do Qualificar Cuiabá,captação de vagas e Pró-Cuiabá, voltadas ao incentivo das empresas.

“Mesmo após a alteração das regras para a solicitação do benefício, muitos acabaram deixando o mercado de trabalho. Para tentar melhorar a situação, iniciamos os cursos de qualificação [cadastro reserva], e só este mês teremos mais de mil pessoas se preparando nas áreas de dicção e oratória, gestão pública, informática, secretariado, recursos humanos e idiomas, como inglês e espanhol”, afirmou o secretário.

Leia também:  Governo liquida folha de servidores e faz repasses à Saúde e municípios
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.