Mais de 22.600 matrículas web foram solicitadas na rede estadual de ensino nas primeiras 24 horas de abertura do sistema pela Secretaria de Estado de Educação (Seduc). As matriculas online continuam abertas até o dia 19 deste mês em 439 escolas do Estado. O órgão assegura vagas para todos os alunos.

Em algumas unidades de Cuiabá, Cáceres e Rondonópolis não há mais vagas, notadamente aquelas mais disputadas. Mas, são mais de 117.300 vagas disponíveis, sendo que 22.662 já foram solicitadas.

“Há vagas disponíveis para atender a todos os estudantes. Senão onde desejariam, terão a disponibilidade em outra escola. No ato da solicitação, o sistema mostra as ofertas”, explicou o secretário-adjunto de Política Educacional, Gilberto Fraga de Melo.

Leia também:  Morre aos 86 anos a 1ª prefeita de Várzea Grande e ex-deputada de MT

Para auxiliar pais ou responsáveis que não dispõem de equipamentos de informática, as escolas foram orientadas a liberarem o laboratório de informática para que possam efetuar a solicitação de matrículas. Uma equipe de técnicos também está de plantão no laboratório da Escola Estadual Cesário Neto, em Cuiabá, para qualquer dúvida e realização do processo.

Sistema

De acordo o adjunto Gilberto, houve um sobressalto no atendimento neste dia 14, na abertura das matrículas devido à demanda.

“Antes do sistema abrir já contabilizávamos cerca de 3 mil usuários logados para fazer a solicitação da matrícula. Em determinados picos eram quase 5 mil acessos simultâneos. Enfrentamos alguns contratempos, com isso, com corte abrupto do sistema, mas no mesmo dia reestabelecemos os acessos e nesta sexta-feira (15) já segue normalizado, oscilando com pico bem menores”, explicou Gilberto.

Leia também:  Justiça bloqueia bens de prefeito de Paranatinga acusado de nepotismo

A solicitação pelo sistema on line não garante a vaga. É preciso que após esse processo, o interessado procure a escola escolhida e apresente a documentação de identificação do aluno.

Gilberto pontuou a necessidade da apresentação dos documentos na escola para garantir a matrícula. “A certidão de nascimento já é um documento de identificação. Mas, conforme a Portaria 423/2015 que trata da matricula web, outros documentos são pedidos, como RG e CPF. Quem não possui é orientado a se dirigir aos órgãos responsáveis para tirar e depois apresentar. É uma garantia de que não haverá duplicidade de matrículas”.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.