Conor McGregor não descansou nem dois meses e já voltou com todo fôlego junto com seu estilo provocador. Nesta quarta-feira (20), na coletiva oficial do UFC 197, em Las Vegas, nos Estados Unidos, o irlandês chegou atrasado, mas nem por isso foi para o evento menos polêmico. Assim que chegou, o novo campeão dos penas já atacou Rafael Dos Anjos, campeão dos leves e seu adversário em 5 de março.

“Escolhi essa luta porque vim para cá para ser o campeão, o grande campeão, e eu queria fazer história, queria criar história. Ele (Rafael dos Anjos) tem um título, só isso que ele tem, ele não vende pay-per-view, não faz nada. Eu quero o cinturão dele, é a decisão simples”, atacou McGregor.

Leia também:  Seleção masculina de futsal brasileira disputará amistosos em Mato Grosso

Durante o evento, McGregor atacou tanto Rafael Dos Anjos, que mal deixou o brasileiro falar. Em um determinado momento, o campeão dos leves chegou até a brincar com o episódio: “A próxima pergunta, façam para ele, já que ele quer falar em todas”.

E McGregor não parou. Depois de meses atacando José Aldo, o irlandês agora o defende e vira todas suas armas para o novo adversário. O ataque da vez é em cima do fato de Rafael Dos Anjos morar nos Estados Unidos, o que, para McGregor, o transformaria em “um falso brasileiro”.

“Juro por Deus que vou derrotar o Dos Anjos. No UFC 189, eu nocauteei o Aldo e mandei ele para casa. Não me importa a língua que você fala na coletiva, o que eu acho é que o povo do Brasil ama Aldo porque ele fala português, ele chega aqui e fala português. Quando mandar Rafael para casa, em algumas semanas, ele nem vai ser recebido no Brasil porque mora nos Estados Unidos. O José Aldo é um verdadeiro campeão, esse cara, para os brasileiros, é um gringo”.

Leia também:  Reway estará em jogo das eliminatórias da Copa do Mundo

Em um determinado momento, Dos Anjos chegou a tentar se defender, afirmando que a mudança para os Estados Unidos é o sonho da maioria dos brasileiros. “Essas pessoas não merecem ser chamadas de traidoras. Esse cara tá me chamando assim por ter minha vida e família aqui. Nós temos pessoas de todo mundo morando nos Estados Unidos, e essas pessoas não merecem isso”.

A justificativa, no entanto, não foi suficiente para que McGregor diminuísse os ataques. “A gente tem que respeitas, mas eu queria muito poder acreditar que você é um verdadeiro campeão brasileiro. Mas acho que o orgulho dos brasileiros é o José Aldo, ele comove as pessoas, e isso é de verdade”.

Leia também:  União tem desafio diante do Luverdense em Lucas

“Vejo no Aldo um verdadeiro campeão, carregador de sonhos e crenças do povo, e vejo um cara que apesar de ser brasileiro não representa o povo como deveria. Ele (Dos Anjos) traz o nome do Brasil para baixo. Gostaria que o nome do Brasil fosse trazido de volta por outra pessoa”, completou McGregor.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.